Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande

Prefeitura habilita 11 novas empresas para manutenção de vias da Capital

Nove empresas que estavam em vigência foram desabilitadas

16 ABR 2018 Por BRUNA AQUINO 11h:17
Nove empresas foram desabilitadas, mas poderão recorrer em cinco dias úteis Nove empresas foram desabilitadas, mas poderão recorrer em cinco dias úteis

A diretoria geral de compras e licitação (Dicom) da Prefeitura Campo Grande, habilitou 11 novas empresas de construção e engenharia para a manutenção de vias públicas sem pavimentação nas regiões urbanas do Anhanduizinho, Bandeira, Imbirussú, Lagoa, Prosa e Segredo. Outras nove empresas, que já realizam o serviço, foram desabilitadas.

De acordo com aviso de habilitação publicado na edição desta segunda-feira (16), no Diário Oficial do Município (Diogrande), as 11 novas empresas habilitadas são Contrutora Marins LTDA, FPX Terraplanagem, Pavimentação e Construções LTDA, Construtora Alvorada LTDA, Pavitec Construtora LTDA, A.L dos Santos & Cia LTDA, Santa Cruz Construções e Terraplanagem Eireli-EPP, Teccon S/A Construção e Pavimentação, Construtora Rial LTDA-ME, Gradual Eengenharia e Consultoria LTDA e Avance Construtora Eireli.

Já as empresas consideradas desabilitadas foram Traço Engenharia LTDA-ME, Engenex Construções e Serviços Eireli Epp, DMP Contruções LTDA, Unite Construtora de Obras Eireli, Anfer Construções e Comércio LTDA, CGR Engenharia Eireli, Engepar Engenharia Ltda, AR Pavimentação e Sinalização Eireli-me.

No entanto, para essas empresas desabilitadas os representantes poderão entrar com recurso e verificar o processo entrando com a regularização no prazo de cinco dias úteis.

A reportagem entrou em contato com a prefeitura, por meio da assessoria de imprensa, para saber o motivo da troca dessas empresas, mas até o fechamento desta matéria não houve retorno.

Deixe seu Comentário

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Voltar
©2018 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica