CORREIO RURAL

Supremo mantém cobrança patronal
para Previdência rural

Texto trouxe nova regulamentação para a contribuição ao Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural)

30 MAR 2017 Por AGÊNCIA BRASIL 15h:05
Texto trouxe nova regulamentação para a contribuição ao Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural) Texto trouxe nova regulamentação para a contribuição ao Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural)

Por 6 votos a 5, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (30) manter a validade da cobrança da contribuição ao Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural), imposto cobrado sobre a receita bruta da produção dos empregadores rurais. Parte do valor arrecadado com o Funral é usada pelo governo para financiar os benefícios previdenciários dos trabalhadores rurais, como auxílio-doença e aposentadoria.

O Supremo julgou um recurso do governo federal contra decisão proferida pela Justiça Federal, que considerou a cobrança ilegal. A controvérsia foi provocada por uma lei que entrou em vigor em 2001.

O texto trouxe nova regulamentação para a contribuição ao fundo e reproduziu trechos de normas semelhantes, que foram declaradas inconstitucionais pelo Supremo. No entendimento dos ministros que formaram a maioria, houve uma emenda constitucional posterior ao julgamento e autorizou a cobrança.

A decisão terá impacto em 15 mil processos que estavam suspensos em todo o Judiciário e aguardavam a manifestação da Corte.

Leia mais notícias em nosso suplemento Correio Rural, clicando aqui.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica