FEIRA AGROPECUÁRIA

Expogrande tem bom público,
mas poucos negócios na Capital

Empresários acreditam em melhora nesta última semana de feira

5 ABR 2017 Por DA REDAÇÃO 04h:00
Estande gera a própria energia na exposição que traz inúmeras tecnologias para o setor Estande gera a própria energia na exposição que traz inúmeras tecnologias para o setor

A menos de uma semana para o encerramento da 79ª edição da Expogrande, expositores registram visitação dentro das expectativas, mas o fechamento de negócios ainda deixa a desejar e deve ficar mesmo para os últimos dias da feira, conforme apurou o Correio do Estado em estandes do parque.

A Associação de Criadores de Mato Grosso do Sul (Acrissul), organizadora do evento e administradora do parque de exposições, ainda não informou dados preliminares da movimentação comercial da feira, mas de acordo com o presidente da entidade, Jonatan Barbosa, leilões e negociações de produtos como máquinas, implementos agrícolas e sementes “estão acima da média”.

Até o último domingo, conforme números mais recentes repassados pela Acrissul, três leilões realizados no parque movimentaram R$ 300 mil. Neste ano, ao contrário da edição de 2016, quando eram agregados leilões organizados em outros locais de arremate (como fazendas e estâncias), são contabilizados para a Expogrande somente as vendas realizadas exclusivamente dentro do espaço da exposição.

São ao todo 24 leilões agendados dentro do parque (contra 30 no ano passado), ofertando pelo menos mil animais.

*Leia reportagem, de Daniella Arruda, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica