Correio Rural

Alta na extração da borracha
anima setor de heveicultura

Na região leste, seringais iniciaram produção que saltou de 14 para até 70 toneladas/mês

15 MAI 2017 Por Renata Prandini 07h:48
Seringueira pode produzir até 1,2 quilo de borracha por mês Seringueira pode produzir até 1,2 quilo de borracha por mês

O setor de heveicultura fechou o quadrimestre com alta expressiva na extração da borracha. Conforme estimativa da Associação dos Produtores de Borracha de Aparecida do Taboado (Aprobat), em um ano, a produção do látex saltou de 14 toneladas para 70 toneladas/mês na região leste do Estado. Ligados à associação, são 14 produtores já realizando a sangria das árvores. 

E a tendência é crescer mais neste ano, destacou o presidente da instituição Eduardo Sanches. “A safra da seringueira ocorre de setembro a maio e é retomada entre julho e agosto. No segundo semestre, começa uma nova etapa, quando poderemos chegar a 200 mil árvores e a produção saltar para até 150 toneladas ao mês. 

Esse aumento, explicou, se deve tanto ao crescimento no número de árvores prontas para o processo de extração quanto o aumento da produção daquelas já em fase de sangria. A expectativa é que se encerre o segundo semestre do ano próximo de 200 mil seringueiras produzindo. “Hoje, estamos com cerca de 100 mil árvores em produção, somente 14 produtores colhendo. A partir de 2018, é que o processo de sangria vai aumentar, e muito, podendo chegar a 500 toneladas de látex ao mês”, destacou Sanches.

Reportagem completa está na edição de hoje do Correio Rural. Clique aqui para acessar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica