celulose

Nova linha da Fibria produzirá
1,95 mi de toneladas até 2020

Fábrica começou operações em agosto

6 OUT 2017 Por DA REDAÇÃO 05h:00
Área de cultivo da Fibria, em Três Lagoas Área de cultivo da Fibria, em Três Lagoas

A segunda linha de produção da Fibria deverá atingir a sua capacidade total de produção, 1,95 milhão de toneladas, em 2020. A previsão de produção foi apresentada pela diretoria em coletiva realizada ontem.

Conforme informações da companhia, a segunda linha começou a operar em 23 de agosto – o primeiro fardo de celulose foi fechado no dia 26, três semanas antes do cronograma inicial de construção.

Somente neste ano, serão produzidos 377 mil toneladas de celulose, o que corresponde a uma média de 94,25 mil toneladas de celulose ao mês. 

Sem abrir os números de setembro, Aires Galhardo, diretor de Operações, informou que somente no mês de setembro foram produzidos 50% a mais do que previsto inicialmente.

“A learn curve [curva de aprendizado] está excepcionalmente boa. A unidade produziu 50% a mais do previsto e não vejo nenhum ponto à frente que nos faça retroagir. Lógico que ainda há testes, mas está indo muito bem e estamos confiante”, disse.

A curva de aprendizagem – período em que a fábrica leva para ajustes finais na produção – é estimada em nove meses.

Com isso, já para o próximo ano essa média de produção terá um incremento médio de 55,17%, passando a uma produção mensal de 146,25 mil toneladas ao mês, levando em consideração que a previsão de empresa é de produzir 1,755 milhão de toneladas no próximo ano. 

*Leia reportagem, de Renata Prandini, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica