ECONOMIA

JBS retoma operações em Mato Grosso do Sul com abate enxuto

Sete unidades do grupo no Estado voltaram a processar bovinos

28 MAR 2017 Por PAULA VITORINO 04h:00
Ontem na unidade do JBS saída para Sidrolândia movimento de caminhões foi normal Ontem na unidade do JBS saída para Sidrolândia movimento de caminhões foi normal

A redução em 35% nas atividades da JBS vai representar perda de mais de 41 mil abates de bovinos nas setes unidades localizadas em Mato Grosso do Sul. A estimativa de decréscimo é com base nos dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) com o resultado de fevereiro deste ano, que totalizou 119.211 animais abatidos. A empresa está atuando com a escala de trabalho reduzida desde ontem, quando retomou as atividades após três dias de paralisação em 33 unidades de todo país, incluindo seis do Estado.

Só no maior frigorífico da companhia, em Campo Grande (saída para Sidrolândia), a redução vai representar perda de mais de 11 mil abates mensais, considerando o resultado do mês passado, que fechou com 66.028 animais abatidos. 

Em nota, a assessoria de imprensa da JBS tinha esclarecido que “essas medidas visam ajustar a produção até que se tenha uma definição referente aos embargos impostos pelos países importadores da carne brasileira”. Já ontem, após a reabertura de mercados exportadores, a companhia afirmou que “está avaliando a retomada de sua capacidade produtiva após o fim do bloqueio das importações por parte de China, Chile e Egito, mas continua aguardando a definição de importantes mercados importadores como União Europeia e Hong Kong”. 

(*) A reportagem completa está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica