ECLIPSE SOLAR

Evento raro, anel de fogo aparece
no céu de Campo Grande

Registro do fenômeno foi feito por Valdenir Rezende, às 10h15

26 FEV 2017 Por RODOLFO CÉSAR 11h:45
Eclipse solar captado no bairro Popular, em Campo Grande, às 10h15 Eclipse solar captado no bairro Popular, em Campo Grande, às 10h15

O eclipse solar visível no Brasil na manhã de hoje foi fotografado pelo repórter fotográfico do Correio do Estado, Valdenir Rezende. O evento é considerado raro porque tem uma estreita faixa de observação.

O fenômeno também é conhecido como eclipse solar anular ou anel de fogo. O registro de Rezende foi feito no bairro Popular, em Campo Grande, por volta das 10h15.

O tempo para a lua cruzar o sol foi de duas horas e o eclipse anular durou apenas um minuto. Em outras capitais, como São Paulo e Rio de Janeiro, também foi possível verificar o mesmo registro. Contudo, em Rio Branco, Macapá, Manaus, São Luís, Belém, Porto Velho e Boa Vista não houve a possibilidade de visualizar o fenômeno.

Porto Alegre foi a cidade com melhor oportunidade de observação. Isso porque a capital fica em posição geográfica mais favorável.

Em Campo Grande, o Clube de Astronomia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) promoveu a observação do eclipse na Casa da Ciência, em frente ao teatro Glauce Rocha. 

Integrantes do clube deram orientações de como acompanhar o eclipse sem o risco de se machucar. Observatório Nacional emitiu nota alertando para não se olhar diretamente para o sol, mesmo com uso de óculos escuros ou outro material caseiro. Segundo o órgão, a exposição, mesmo de poucos segundo, pode danificar o olho de modo irreversível.

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações divulgou que em 21 de agosto haverá eclipse total do sol. No entanto, este fenômeno será visto como parcial no Brasil, apenas na região Nordeste.

Foto: Divulgação/Nasa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica