TRÊS LAGOAS

Trabalhadores fecham a BR-262 para protestar contra a reforma da Previdência

Panfletos sobre o movimento foram distribuídos no local

31 MAR 2017 Por GISELE MENDES, DE TRÊS LAGOAS 18h:02
Grupo protestou nesta sexta-feira Grupo protestou nesta sexta-feira

Integrantes do Movimento Sindicatos Unificados se reuniram, nesta sexta-feira (31), e bloquearam a passagem de veículos na BR-262, entre Três Lagoas e o Estado de São Paulo. O objetivo foi o de protestar contra a Reforma da Previdência e pelo menos 14 instituições participaram com um total de 100 pessoas. A ação durou três horas.

Durante o protesto, manifestantes distribuíram panfletos com informações da reforma e a opinião contra a medida do Governo Federal. “Precisamos conscientizar a população dos malefícios que essa proposta trará aos trabalhadores, se a sociedade não estiver unida vamos perder muitos direitos adquiridos ao longo da nossa história”, explicou Almir Morgão, presidente do Sititrel (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Papel e Celulose).

Na noite de quinta-feira (30) o grupo realizou Audiência Pública no Plenarinho da Câmara Municipal de Vereadores e, no local, foram abordados os “contra” da Reforma da Previdência.

Entre as principais mudanças na Reforma da Previdência está a nova regra para conseguir uma aposentadoria de 100% do salário de benefício. Neste caso, o trabalhador terá que contribuir com o INSS durante 49 anos e ter idade mínima de 65. A regra é válida para homens e mulheres. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica