QUEBRA DE ACORDO

Presidente da Eldorado Brasil poderá ser afastado do cargo pela Justiça

Empresa foi investigada em caso de fraudes em fundos de pensão

3 ABR 2017 Por GISELE MENDES, DE TRÊS LAGOAS 17h:37
José Carlos Grubisich é presidente executivo e acionista minoritário da fábrica de celulose Eldorado Brasil José Carlos Grubisich é presidente executivo e acionista minoritário da fábrica de celulose Eldorado Brasil

José Carlos Grubisich, presidente executivo e acionista minoritário da fábrica de celulose Eldorado Brasil, localizada em Três Lagoas, poderá ser afastado do cargo pela Justiça. Ele tem cinco dias, a contar desta segunda-feira (3), para apresentar defesa ao juiz da 10ª Vara Federal de Brasília, Wallisney de Souza.

O MPF (Ministério Público Federal) já havia pedido, em fevereiro deste ano, a destituição de toda a diretoria da Eldorado por entender que houve descumprimento de acordo firmado no fim de 2016 com a Operação Greenfield, que investiga fraudes em fundos de pensão. De acordo com o MPF, a nova apuração independente da Eldorado deverá ser supervisionada por integrante indicado pela Funcef e Petros.

A empresa Eldorado Celulose passou a ser investigada pela Operação Greenfield após a descoberta de indícios de irregularidades no processo de escolha da empresa para receber recursos dos fundos de pensão.

Para os investigadores, os responsáveis pelos investimentos no FIP Florestal atuaram ilicitamente e admitiram a superavaliação dos ativos que foram objeto de investimento. Com isso, mesmo fazendo um grande aporte de capital próprio (cada fundo investiu R$ 275 milhões) e assumindo grandes riscos, Funcef e Petros não tiveram o controle da empresa Florestal.

Outro indício de irregularidade apontado pelo MPF ocorreu no momento da fusão entre a Florestal e a Eldorado. Com o propósito de reduzir ainda mais a participação acionária de Funcef e Petros na nova companhia, houve uma nova superavaliação, desta vez dos ativos da Eldorado.

Em nota, a Eldorado Brasil informou que, de acordo com a decisão judicial, mantém sua diretoria e cumprirá a determinação de, em 30 dias, eleger o novo presidente do Conselho de Administração da empresa e que José Carlos Grubisich irá utilizar o prazo de 5 dias concedido pelo juiz para recorrer contra seu possível afastamento da presidência da Eldorado Brasil Celulose.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica