Obra atrasada

Governo do Estado estuda rescindir contrato de R$ 23,7 milhões

Obra na MS-258 está atrasada e responsabilidade é da empreiteira

14 JUL 2017 Por EDUARDO MIRANDA 04h:00
Acesso a Capão Seco tem pavimentação atrasada Acesso a Capão Seco tem pavimentação atrasada

A Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) informou ontem que os atrasos no cronograma da pavimentação do trecho de 27,8 quilômetros da MS-258, entre Capão Seco e a BR-060, em Sidrolândia, são de responsabilidade da empreiteira JN Terraplenagem e Pavimentação.

Por causa da demora para concluir a rodovia, o governo do Estado cogita rescindir, unilateralmente, contrato com a empresa, de R$ 23,7 milhões. 

A obra teve início em julho do ano passado e deveria ficar pronta neste mês. Conforme o setor de fiscalização da Agesul, a empreiteira vem constantemente pedindo mais prazo: dos 300 dias previstos, agora quer 720.

A execução da obra segue em ritmo abaixo do previsto, com paralisação em algumas frentes. A empresa culpa a chuva pela demora. 

O secretário-adjunto de Infraestrutura, Helianey Paulo da Silva, esclareceu que o governo cumpre efetivamente os pagamentos à empreiteira, não havendo nenhuma pendência financeira que justificasse o atraso, adiantando que os recursos para seu término estão garantidos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica