reação

Justiça boliviana confisca fazenda
de brasileiro ligado ao PCC

Ele é suspeito de participação do roubo de 1,3 milhão de dólares

5 ABR 2017 Por DA REDAÇÃO 06h:00
Alguns presos foram transportados em helicóptero militar Alguns presos foram transportados em helicóptero militar

A Justiça da Bolívia confiscou a fazenda do brasileiro Mariano Tardelli, ligado à facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

Ele é suspeito de envolvimento no roubo de 1,3 milhão de dólares de um carro-forte no país vizinho, na última semana. 

A propriedade, localizada em Santa Ana del Chiquito, a menos de 150 quilômetros da fronteira com o Brasil, por Corumbá, foi usada como trincheira por pelo menos nove dos 12 envolvidos no assalto milionária, na região de Roboré. Houve confronto com cinco policiais feridos. 

Imóveis instalados na zona rural da faixa de fronteira boliviana são usados de forma estratégica pelo crime organizado, tanto como base operacional quanto como depósito de cocaína enviada ao Brasil via Mato Grosso do Sul.

Ações policiais comprovam isso, como por exemplo a quadrilha de traficantes internacionais desmontada pela Federal durante a Operação Nevada, em junho do ano passado, que tinha uma chácara na região. 

*Leia reportagem, de Renan Nucci, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica