operação all in

Juiz autoriza venda antecipada
de bens de quadrilha de traficantes

São mais de R$ 7,5 milhões em veículos e imóveis de grupo criminoso

6 ABR 2017 Por DA REDAÇÃO 06h:00
Além de aviões e imóveis também foram sequestrados diversos caminhões Além de aviões e imóveis também foram sequestrados diversos caminhões

O juiz Odilon Oliveira, da 3ª Vara da Justiça Federal em Campo Grande, autorizou a alienação imediata de R$ 7,5 milhões em bens sequestrados da quadrilha especializada no tráfico internacional de drogas liderada por Gerson Palermo.

Veículos como carros, camionetes e motos esportivas, bem como aeronaves, caminhões, imóveis e até mesmo um aeródromo, serão preparados para leilão. 

A organização criminosa importava cocaína de avião da Bolívia e depois a despachava para outros estados do Brasil, e até mesmo para o exterior, a partir de Mato Grosso do Sul.

O lucro obtido era lavado por meio da compra de bens registrados em nomes de “laranjas”. O esquema foi desmontado pela Polícia Federal, na semana passada, durante a Operação All In. 

Além causar prejuízo econômico ao crime organizado, impossibilitando a reincidência, a decisão judicial de venda tem por objetivo evitar a desvalorização e garantir a conservação dos bens.

No entanto, embora haja a suspeita por parte da PF de que todas estas riquezas tenham sido oriundas do tráfico, ainda é necessário o encerramento do inquérito policial, já que o sequestro é uma decisão cautelar, e a perícia em cada um dos objetos da apreensão, a fim de garantir a legalidade da alienação. 

*Leia reportagem, de Renan Nucci, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica