Três Lagoas

Empresário desaparecido é vítima
de latrocínio e sete são presos

Autor de 18 anos confessou o crime e teve ajuda de outras pessoas

11 ABR 2017 Por BRUNA AQUINO 09h:40
Autor deu um golpe Autor deu um golpe "mata leão" e depois terminou de estrangular a vítima

Corpo do empresário que estava desaparecido desde o último domingo (2), foi encontrado nas margens de uma estrada na região da Cascalheira, em Três Lagoas. Marcos Alexandre Ribeiro, de 42 anos, morador de São José do Rio Preto (SP), foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte), quando estava na cidade sul-mato-grossense a passeio.

Segundo informações do boletim de ocorrência, o carro da vítima, um Chery, com placas do estado de São Paulo, foi encontrado por policiais queimado em frente a um residencial no Distrito Industrial de Três Lagoas, onde a vítima estava hospedada. Equipe do Setor de Investigações Gerais (SIG) apurou o caso e seis pessoas foram detidas, além do autor que confessou o crime.

Identificado como Gabriel Itacil de Souza Cavalcante, de 18 anos, foi preso apontado como um dos suspeitos do crime e acabou confessando ser o autor. De acordo o boletim, Gabriel informou à polícia que conhecia a vítima e se encontrou com ela. Os dois discutiram e o jovem utilizou um golpe conhecido como “mata leão”, por ser um estrangulamento no pescoço. Depois disso, o rapaz vendo que o empresário estava com vida, terminou de estrangula-lo com uma toalha.

O jovem, com ajuda de outras pessoas envolvidas no crime, colocou a vítima dentro do carro e levou até as margens da estrada onde jogou o corpo mata a dentro. Depois roubou as joias da vítima que estavam no veículo, entre elas, pulseira, corrente de ouro, aliança, relógio e uma quantidade de dinheiro. Após o crime, o autor levou o carro da vítima até o residencial, onde ateou fogo e fugiu.

Seis pessoas foram presas, dentre elas duas mulheres foram detidas por estar com as joias da vítima que adquiriram de Gabriel por cerca de R$ 4 mil. Dentre os envolvidos um era foragido da Justiça e foi encaminhado para o setor prisional. O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário de Três Lagoas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica