Agia em MS

Traficantes de quadrilha no
Paraná 'terceirizavam' esquema

Em Dourados, PF cumpriu mandados de busca e apreensão e condução coercitiva

6 ABR 2017 Por RODOLFO CÉSAR 16h:42
Veículos apreendidos pela Polícia Federal na Operação Bagre Veículos apreendidos pela Polícia Federal na Operação Bagre

Quadrilha de traficantes que agia no Paraná e comercializava droga para outros estados brasileiros tinha também atuações "terceirizadas".

A Polícia Federal, que deflagrou hoje operação para prender os principais suspeitos da organização criminosa e cumpriu mandado em Dourados, informou que dos 20 investigados, 12 eram do mesmo grupo, enquanto os demais agiam de forma isolada ou em parceria.

O delegado Carlos Eduardo Bianchi, da PF em Foz do Iguaçu (PR), disse ao portal G1 hoje que a droga vinha do Paraguai, principalmente pelo Lago de Itaipu e seguia para São Paulo, Minas Gerais e também Rio Grande do Sul.

Para conseguir desmantelar a quadrilha, foram expedidos 15 mandados de prisão preventiva pela Justiça Federal. Ao todo foram cumpridos 11. O suspeito identificado como líder e conhecido como Bagre, nome dado à operação, foi detido. Ele estava em São Miguel do Iguaçu, no oeste do Paraná. Foram presas pessoas também em Foz do Iguaçu e Santa Helena.

Em Dourados, uma pessoa foi conduzida coercitivamente para prestar esclarecimentos e houve também cumprimento de mandado de busca e apreensão. A Polícia Federal do Paraná não deu detalhes sobre o que recolheu na cidade sul-mato-grossense.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica