Sindicância

Coronel da PM depõe na corregedoria após discurso em protesto por reajuste

Sindicância foi aberta para apurar possível irregularidade em protestos

17 JUL 2017 Por GLAUCEA VACCARI 11h:00
Coronel fez discurso contra o governo Coronel fez discurso contra o governo

O Coronel da Polícia Militar, Alírio Vilasanti Romero, presta esclarecimento hoje na Corregedoria da Polícia Militar, em sindicância aberta para apurar possíveis irregularidades em protestos por reajuste salarial da categoria.

Coronel é presidente da Associação dos Oficiais Militares do Estado (AOF-MS) e representante do Fórum dos Servidos Públicos do Estado e, na qualidade de representante da classe, reivindicou reposição inflacionária, que teria sido acordada com o Governo do Estado no ano passado.

No dia 3 de julho deste ano, governo apresentou proposta de aumento de 2,94%, que foi rejeitada pelo Fórum. 

Mobilizações foram feitas e, em um dos protestos, coronel fez discurso representativo na defesa da aplicação da reposição inflacionária para os policiais e demais funcionários públicos do Estado, o que motivou a abertura da sindicância por "discurso proferido contra o governo do Estado a respeito da negociação salarial.

O coronel classifica o ato como arbitrário e que ninguém pode ser investigado por declarar as próprias opiniões ou por estar à frente de entidade que defende os direitos de servidores.

Vilasanti deverá comparecer às 15h na corregedoria para prestar esclarecimentos sobre o caso. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica