Campo Grande

Videomonitoramento é ineficaz
e comércio permanece inseguro

Dois anos depois de câmeras serem instaladas, o objetivo não foi alcançado

12 OUT 2017 Por Tainá Jara 04h:00
Uma das vias onde as câmeras estão instaladas é na 15 de Novembro, mas um dos equipamentos de lá, está quebrado Uma das vias onde as câmeras estão instaladas é na 15 de Novembro, mas um dos equipamentos de lá, está quebrado

Mais de dois anos depois de instalado, o sistema de videomonitoramento da região central de Campo Grande não funciona plenamente e não garante a segurança que foi prometida. Sem manutenção das 22 câmeras, as chances de ampliação do serviço e redução da criminalidade  ficam cada vez mais reduzidas. 

Conforme o comandante da Guarda Civil Municipal, Anderson Gonzaga da Silva Assis, quatro aparelhos do sistema não estão funcionando. No início deste ano, eram sete o número de câmeras estragadas. Mas, de acordo com o comandante, foram arrumadas.

Na época, os aparelhos não estavam funcionando devido a problemas nos cabos de fibra óptica, responsável pela condução das imagens captadas. “A empresa foi contactada e a manutenção foi feita”. Apesar disto, ele admite que algumas câmeras não estão funcionando. 

Reportagem completa está na edição de hoje do Correio do Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica