estrutura

Prefeitura divulga equipamentos para
UPA e confirma 21 novos médicos

Por enquanto, só unidade do Coronel Antonino foi equipada

17 JUN 2017 Por RODOLFO CÉSAR 13h:20
Vistoria do Executivo de Campo Grande na entrega de materiais no CRS Aero Rancho Vistoria do Executivo de Campo Grande na entrega de materiais no CRS Aero Rancho

As unidades de saúde 24 horas de Campo Grande estão recebendo novos equipamentos para auxílio no monitoramento cardíaco e no trabalho de estabilização e suporte a vida de pacientes.

A primeira Unidade de Pronto Atendimento (UPA) a receber os aparelhos foi a do bairro Coronel Antonino. A Prefeitura de Campo Grande divulgou que foram entregues 16 monitores portáteis de sinais vitais, sete desfibriladores e monitores de suporte avançado de vida, cinco oxímetros portáteis de pulso, três detectores fetais, oito carros maca, 10 ostocópios, 20 aspiradores elétricos móveis de secreção e 37 escadas clínicas de dois degraus.

Mais equipamentos estão previstos para chegar, mas não foi divulgado cronograma de distribuição deles nos seis Centros Regionais de Saúde (CRSs) e nas outras duas UPAs que existem na Capital. Também não foi informado o valor total investido.

Além de aparelhamento, um dos principais problemas no setor de saúde pública da cidade é a falta de profissionais. Somente com médicos, a Secretaria Municipal de Saúde deveria ter 1,2 mil servidores nessa função atendendo nas unidades, mas o quadro atual é de 1.070 para serem distribuídos em 82 postos.

A situação se agravou mais entre janeiro e março deste ano, quando 136 profissionais deixaram de atender o município.

Sobre essa situação, a prefeitura informou que desde o início da atual administração, em janeiro, foram convocados 21 profissionais.

O prefeito Marcos Trad (PSD) garante que está atento à condição deficitária e na quinta-feira (15) foi até a UPA do Coronel Antonino para averiguar o atendimento.

“Nossa visita não é para intimidar nenhum servidor, mas para averiguar as dificuldades e oferecer o melhor para o paciente, que procurou a unidade como última alternativa, e para o servidor que precisa do mínimo para prestar um bom atendimento”, declarou o prefeito.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica