quatro disparos

Bandido furta moto, foge e morre
em troca de tiros com a Polícia Militar

Suspeito atirou contra os PMs durante fuga, segundo ocorrência

17 JUN 2017 Por MARIANE CHIANEZI E BÁRBARA CAVALCANTI 08h:19
Policiais militares atingiram suspeito de furto de moto perto do Garras, na Avenida Ministro João Arinos Policiais militares atingiram suspeito de furto de moto perto do Garras, na Avenida Ministro João Arinos

Suspeito de furto ainda não identificado foi morto em troca de tiros com a Polícia Militar na noite de ontem (16), por volta das 23h, na Avenida João Arinos, saída para Três Lagoas, em Campo Grande. Homem estava com moto furtada, fugiu de abordagem e atirou quatro vezes contra a equipe policial.

Conforme o boletim de ocorrência, cliente de shopping center estacionou a moto, modelo Yamaha Fazer, fora do estabelecimento na Rua Cubatão, no Jardim Joquei Clube, por volta das 20h20 e quando retornou, 20 minutos depois, o veículo não estava mais. Ele informou a PM e registrou o caso.

Durante a madrugada, policiais militares visualizaram a moto sendo conduzida por um rapaz na Avenida Costa e Silva e deram voz de parada. Entretanto, o suspeito não obedeceu e fugiu.

Equipe policial seguiu o motociclista pelas Avenidas Costa e Silva, Eduardo Elias Zharan e Joaquim Murtinho, quando ele teria acessado a João Arinos. Ainda de acordo com o registro policial, o ladrão sacou uma arma e atirou contra a viatura da PM e continou a fuga.

Alguns metros a frente, ele teria atirado novamente e então um dos policiais revidou e acertou o suspeito. A perseguição só terminou perto da Delegacia Especializada em Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras), na Avenida Ministro João Arino. Com o rapaz, foi apreendido um revólver calibre 38 com numeração raspada. 

Ele chegou a ser socorrido até a Santa Casa, mas morreu por volta das 23h40. Nenhum documento de identificação foi encontrado e corpo seria levado para o Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol) para ser submetido a um exame papiloscópico.

Caso foi registrado no plantão da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) na Vila Piratininga. O delegado Cleverson Alves dos Santos informou que, ao todo, foram feitos quatro disparos contra os policiais militares.

A moto foi apreendida, levada para a Depac e será devolvida ao proprietário. A arma do PM também foi apreendida para procedimentos do inquérito policial.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica