homofobia

Estudante acusa polícia de agressão homofóbica dentro de delegacia no Rio

16 JUL 2017 Por FOLHAPRESS 15h:17
Andrei Apolônio dos Santos, que reclama de violência policial Andrei Apolônio dos Santos, que reclama de violência policial

A Polícia Civil do Rio abriu investigação para apurar denúncia de agressão cometida por um policial dentro de um delegacia em Niterói, na região metropolitana da capital.

A denúncia foi feita pelo estudante universitário Andrei Apolônio dos Santos, 23, que acusa o agente de ter agido por motivação homofóbica.

Santos foi à 81ª Delegacia de Polícia (Itaipu) na madrugada de quinta (13) para fazer um registro de ocorrência após ter perdido o celular em um ônibus, quando voltava de uma festa com colegas da faculdade.

Ele diz que um policial o recebeu com agressões, que o deixaram com diversas escoriações pelo corpo e dentes quebrados.

"Dava para ver que ele estava incomodado com quem eu era, porque eu sou gay. Ele achou uma afronta um gay querer fazer ele trabalhar às 4h da manhã", disse ele, em entrevista ao RJ TV, da Rede Globo.

Na noite de quinta, Santos foi à Corregedoria Interna da Polícia Civil para registrar a denúncia. A delegada de plantão, Viviane Batista, registrou a ocorrência e encaminhou a vítima para exame de corpo de delito.

Nesta segunda (17), a polícia informou que será feito o reconhecimento do policial acusado da agressão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica