Campeão olímpico

Atleta se livra de suspensão por doping
que ingeriu ao beijar namorada

15 JUL 2017 Por globoesporte.com 18h:47
Gil Roberts foi suspenso provisionalmente, mas conseguiu recorrer e disputará Mundial Gil Roberts foi suspenso provisionalmente, mas conseguiu recorrer e disputará Mundial

Medalhista de ouro nos 4x400 masculino na Rio 2016, o americano Gil Roberts foi inocentado da acusação de doping pela Agência de Antidoping dos Estados Unidos (Usada). O atleta alegou que ingeriu a substância proibida ao beijar sua namorada. Roberts já havia sido inocentado em uma audiência de arbitragem em 20 de junho, mas os detalhes só foram divulgados nesta semana. Para a comissão, o atleta não teve culpa.

Roberts, de 28 anos, foi pego em um teste realizado em março, fora do período de competições. Ele foi suspenso provisionalmente até o início de maio. De volta às pistas, ele competiu nos 400 metros da competição nacional americana e terminou em segundo, garantindo a classificação para o Mundial de Atletismo de Londres, em agosto.

Namorada de Roberts, Alex Salazar tomou um remédio para tratar da sinusite. O medicamento continha probenecida, substância que evita detecção de esteroides, e teria sido ingerido no dia em que os dois se beijaram e, depois, o atleta foi submetido ao exame. O americano apresentava baixa concentração da substância no organismo.

- Sempre que estavam juntos, eles se beijavam com frequência e apaixonadamente (...) Ele não tinha ideia que ingerir sua namorada poderia o levar a ingerir uma substância proibida. Quando ele a beijou, não "sentiu" do sabor do medicamento em sua boca. Assim, para Roberts, deve ter sido uma surpresa saber que ao beijar sua namorada estava se expondo a uma substância proibida – disse o relatório da USADA.

A defesa do americano também alegou que ele desconhecia que o uso do medicamento pela namorada. O atleta marcou a melhor marca da carreira justamente após ser inocentado, atingindo a marca de 44s22 em Sacramento. Ele segue em preparação para o Mundial de Atletismo de Londres.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Voltar
©2017 Correio do Estado S/A. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma
Versão Clássica